Sujeito indireto

Oiii :)

Vira e mexe, um tiquinho de Paulo Leminski aparece por aqui. Não tem jeito, é amor da primeira até a centésima lida. É no cantinho da minha mesa, cor laranja neon alegria, que “el bigodón” da poesia de Leminski me contagia :)

image (2)

Sujeito Indireto

Quem dera eu achasse um jeito de fazer tudo perfeito,

feito a coisa fosse projeto e tudo já nascesse satisfeito.

Quem dera eu visse o outro lado, o lado de lá, lado meio,

onde triângulo é quadrado e o torto parece direito.

Quem dera um ângulo reto.

Ja começo a ficar cheio de não saber quando eu falto,

de ser mim, indireto sujeito.

Leave a comment